quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Depoimento

"Obrigado você reverendo. Só escutamos palavras lindas de todos a seu respeito e da cerimônia."
Débora e Bruno

sábado, 13 de outubro de 2018

ATENÇÃO NOIVAS!













Cuidado com os celebrantes de casamento que você encontrar por ai, sobretudo, atenção com os celebrantes religiosos, pois tem picaretas de plantão esperando a sua ligação e cobrando baratinho. O barato pode sair caro!

Nós, ministros da Diocese Sul-Americana da Free Church of England, em hipótese alguma podemos celebrar casamento sem documentação. Ou vocês são solteiros e/ou legalmente divorciados em conformidade com a lei do país, ou estão vivendo maritalmente com contrato de união estável devidamente registrado de acordo com a lei.
Não tem jeitinho, não podemos. Se alguém disser que pode, cuidado, pesquise e desconfie. Ele (a) não estará sendo legal, mas sim só querendo o seu dinheiro. Enfim, a decisão é sua.
#MinistérioAnglicanoDeCasais

DEPOIMENTOS

Joni Junior Casamento fantástico!!
Prazer em revê-lo Rev. Rogério Assis!
Gerenciar
Responder1 h
Erica Klieger Casamento muito especial! 😊
Ficamos felizes em revê-lo Reverendo!


quinta-feira, 11 de outubro de 2018

MUITO OBRIGADO!!!


DEIXE SEUS PAIS FORA DO SEU CASAMENTO


“Por este motivo, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua esposa, e os dois se tornarão uma só carne.” (Efésios 5, 31)
Interessante notar ao longo desses anos de ministério junto aos casais que muitas discussões bobas dos recém-casados poderiam ser evitadas se realmente ambos buscassem a inspiração para a sua nova vida na Palavra de Deus. Por gentileza, leia novamente o versículo acima.
Como digo nas minhas cerimônias e nos aconselhamentos é preciso porém, entender bem esta passagem bíblica. Aqui, deixar pai e mãe não significa de modo algum abandonar, deixar pra lá, esquecer deles que te criaram com todo amor e carinho. Tal atitude não seria cristã. Deixar aqui significa “simplesmente” e, escolho deixar essa palavra entre aspas, pois tal tarefa não é nada simples, a constituição de um novo lar, de uma nova família.
Vou ilustrar a minha fala com um exemplo simples de uma situação concreta para te ajudar a entender o que quero dizer. Imagine a seguinte situação cotidiana:
Sua esposa resolve preparar um jantar especial para vocês e, sem querer acaba queimando a comida. Você com fome fica nervoso e briga com ela dizendo:
– Mas que porcaria, esperei tanto, e para que? Para acontecer isso? Se fosse minha mãe isso não teria acontecido. Nunca aconteceu em casa, poxa vida. Vamos pedir uma pizza…
Sua esposa pede desculpas dizendo que foi sem querer, pois ainda não tem experiência.
O marido, ao invés de se desculpar, bravo como estava devido a fome, continua falando besteiras. Pergunto: onde isso vai parar? Havia necessidade de ter chegado a isso? De ter envolvido a mãe de sua esposa na questão? Não, não havia. E poderia citar diversos outros exemplos para justificar o que significa “deixar os pais de fora do seu casamento”, mas creio que não há necessidade, você já entendeu.
Enfim queridos recém-casados, deixo essa dica para vocês que estão começando a vida a dois, morando na mesma casa e, agora mais do antes, ou seja, do tempo de namorados e noivos convivendo de perto dia a dia com a pessoa que você escolheu para viver ao seu lado. Só o tempo e a disposição de aprender, a humildade de saber que todos erramos e que quando erramos o fizemos na intenção de acertar é que sanarão as muitas questões que hoje vocês tem. E tenho certeza, feito o diagnóstico vocês darão risada e dirão um ao outro: nossa, foi por isso que brigamos, que bobagem. E assim vocês irão construindo um lar, que é diferente de simplesmente uma casa. Um lar alicerçado na rocha.
Simples? Não, mas não impossível. Deixem seus pais fora do seu casamento. Será melhor para todos, pois eles são muito importantes para você e para a sua amada. Deixe-os quetinhos e serão mais felizes. Resolvam suas questões entre vocês dois.

Reverendo Rogério de Assis +
Ministério Anglicano de Casais
Setembro 2018.